ALEGRIA: nossa marca • AMAR A DEUS: nossa vida • A GLÓRIA DE DEUS: nossa missão

Av. Rio Do Ouro s/n • (próximo a Delegacia de Rio do Ouro/75DP) • Niteroi, CEP 24330-250, Rio de Janeiro-RJ
Tel. 26178058 • email: ipro.presbiteriana@gmail.com

terça-feira, 3 de maio de 2011

O dever de orar antes


“Então o rei me disse: Que me pedes agora? Então orei ao Deus dos céus”. (Neemias 2.4)

O primeiro impulso de Neemias após a pergunta do Rei foi orar. E por que ele orou?

1º Na situação de emergência o primeiro impulso do crente é orar.
Ele orou estando em pé diante do rei, do íntimo do seu coração. Note "...Então, orei ao Deus dos céus..." 2.4

2º Na situação de emergência não há tempo para longas orações.
A curta oração de Neemias chegou ao trono de Deus, apesar de curta a oração certamente foi reflexo de quatro meses de oração e jejum, conforme Ne 1:v.1 e 2:v.1.

3º Na situação de emergência não te cales.
Apesar de copeiro, Neemias, antes de falar com o rei ora a Deus e muito provavélmente repete o que orou no final do c.1 v.11 "...faze prosperar hoje o teu servo e dá-lhe graça perante este homem...".
O hábito cotidiano de orar abre cami nho para um rio imenso da graça, ajuda e sabedoria de Deus, na vida do crente.
Neemias invocou de forma expontânea a Deus; demonstrando de forma inequívoca que o esquecimento da nossa dependência de Deus e da necessidade da sua presença conosco cotidianamente, limitará a maravilhosa operação do Espírito Santo em nossa vida.
Neemias é um exemplo de homem que tomou conhecimento e agiu, monstrando para nós que conhecimento sem ação nos torna mais culpado.
Que o Espírito de Deus nos impulsione a orar assim como Neemias orou: " Ah! Senhor, estejam, pois, atentos os teus ouvidos à oração do teu servo e à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome..."

Pb. Gilberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário