ALEGRIA: nossa marca • AMAR A DEUS: nossa vida • A GLÓRIA DE DEUS: nossa missão

Av. Rio Do Ouro s/n • (próximo a Delegacia de Rio do Ouro/75DP) • Niteroi, CEP 24330-250, Rio de Janeiro-RJ
Tel. 26178058 • email: ipro.presbiteriana@gmail.com

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Marcha do Dia da Bíblia


Marcha em comemoração ao Dia da Bíblia, realizada no dia 12 de dezembro em Rio do Ouro, nosso bairro.

Marcha do Dia da Bíblia

Marcha do Dia da Bíblia

Marcha em comemoração ao Dia da Bíblia, realizada no segundo domingo de dezembro, dia 12.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

O rio do amor de Deus



Não pense, meu filho, que o grande rio

Do amor de Deus corre apenas para o mar.

Ele não almeja endireitar, e sim libertar

Almas teimosas como você e eu.

Siga a correnteza, por onde quer que ela vá;

Ela sempre corre com amor e graça.

(John Pier, Penetrado pela Palavra, Ed. Fiel, pg. 119)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Definição de amor: quando a nossa difere da de Deus


Quando Jesus disse aos discípulos que lhe era necessário morrer, diz o texto sagrado que “Pedro, chamando-o à parte, começou a reprová-lo dizendo: Tem compaixão de Ti, Senhor; isso de modo nenhum acontecerá”. (Mt 16: 21-23).

Pedro acreditava que o maior ato de amor que podia demonstrar seria proteger Jesus de qualquer mal. Jesus sabia, e o Pai sabia, que o maior ato de amor a ser praticado seria a morte de Jesus.

Mesmo se Pedro estivesse simplesmente tentando proteger a Cristo, Jesus era sábio o bastante para ver através das palavras agradáveis a maior tentação. A tentação de abandonar o plano de Deus em favor de alguma coisa mais fácil; a tentação de fazer o que parece bom e não causa dor.

Frequentemente, nossa definição de amor difere da de Deus. De acordo com a nossa definição, ninguém deveria sofrer. Mesmo que o maior ato de amor tenha envolvido um sofrimento tremendo. O sofrimento de Cristo não foi semelhante a qualquer sofrimento que possamos experimentar.

Precisamos tirar uma lição disso. Muito do sofrimento que detestamos enfrentar pode ser, de fato, a opção mais amorosa. O salmista escreveu “Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos” (Sl 119: 21).

Extraído do livro “Teus Planos, Senhor Não Fazem Sentido”.


domingo, 21 de novembro de 2010

O que perdão não é

Pr. Mark Driscoll

Alguns de vocês terão resistência para perdoar então me deixe tentar desarmar essa resistência dizendo para você o que não é perdão. Porque eu acredito que muitos cristãos não compreendem corretamente o que é e o que não é.

Perdão não é:

1. Aprovar ou diminuir o pecado. Não é dizer: Está tudo bem. Ninguém é perfeito. Todos cometemos erros… Ou ‘Não tem problema. Coisas piores já aconteceram’. Não! É um grande problema, sim! O problema é tão grande que Deus morreus por causa disso. Então não desonre a cruz de Jesus e não aprove ou diminua a importância de algo que requereu a morte de Deus.

2. Perdão não é permitir o pecado. Você pode perdoar alguém sem dar permissão para o pecado e participando do pecado. Você pode ter um amigo ou parente que é um viciado, por exemplo. Você pode perdoá-lo sem dar permissão para o pecado. Perdoar não é dar permissão. Perdão pode até incluir confronto e repreensão.

3. Perdão não é negar o erro. ‘Não aconteceu. Eu esqueci que isso aconteceu. Eu sigo em frente. Eu finjo que não aconteceu. Eu não deixo que me afete’. Isso não é verdade. Não é negar que o erro aconteceu. Perdão não é negar que pecaram contra você.

4. Perdão não é esperar por um pedido de perdão. ‘Eu vou perdoá-lo assim que ele pedir perdão’. Sinto muito te desapontar, mas alguns nunca vão pedir perdão. Algumas pessoas vão continuar no seu caminho de destruição, rebeldia e tolice. Algumas pessoas vão ser teimosas, religiosas e cheias de justiça própria. E eles nunca vão confessar ou admitir. Algumas pessoas vão se mudar e você nunca mais irá vê-las novamente. Algumas pessoas vão morrer antes de articularem arrependimento. Então você perdoa antes deles pedirem perdão.

5. Pedoar não é esquecer. Esse é um dos grandes mitos da vida cristã. ‘Vamos perdoar e esquecer!’. Não vamos não! Você não pode perdoar e esquecer. Você não pode! Se você foi estuprado, molestado, abandonado, agredido, abusado, enganado, traído, mentiram a seu respeito… Esquecer? Você não pode esquecer. É impossível. E alguns vão recorrer ao livro de Jeremias, onde se diz que “Deus não se lembrará mais dos pecados deles”. E drião: ‘Viu? Deus não se lembra mais dos nossos pecados’. E deixa eu te dizer uma coisa: Deus se lembra sim dos nossos pecados. Ele é onisciente. Ele se lembra de tudo. Ele não se esquece de nada. Ele sabe de tudo. O que significa que ‘Deus não se lembra dos seus pecados’? Significa que Deus escolhe não interagir conosco baseado no que nós fizemos. Mas Ele decidiu interagir conosco baseado no que Cristo fez. Significa que Ele escolhe nos ver como novas criaturas e Ele decide trabalhar para um novo futuro. Significa que a mente de Deus em relação a nós não está ligada a todos os pecados que nós cometemos. Mas todo o trabalho que Jesus fez para nós, em nós e pela graça, fará através de nós. Mas não é como se Deus não tivesse ideia do que você fez ontem. Eu eu vejo, em aconselhamento, que as vezes uma pessoa pecou contra a outra e ela diz ‘você não deveria nem se lembra disso’. É impossível! Em uma situação recentemente eu disse para o marido: ‘você dormiu com a melhor amiga dela’. Ela não vai esquecer isso. Nunca. Ela pode escolher não interagir com você com base nisso, ela pode escolher te perdoar. Mas ela nunca vai esquecer que isso aconteceu.

6. Perdoar não é parar de sentir a dor. Se o porque ainda dói não significa que você falhou em perdoar. Alguns de vocês sofreram coisas terríveis. Coisas terríveis. Com toda sinceridade eu sinto muito. E seria tão cruel dizer: ‘Se você perdoou aquela pessoa não deveria doer mais’. Sabe agente não vê na Bíblia que todas as nossas lágrimas serão enxugadas antes da ressurreição dos mortos e a revelação do reino. Ainda dói. Está tudo bem se isso ainda te encomoda.

7. Perdão não acontece só uma vez. Não é que você perdoa uma vez e acabou. As vez eles continuam pecando entãi você precisa continuar perdoando. Ou as vezes você perdoa e em momentos emocionais parece que o pecado é novo. As vezes o perdão é algo que é necessário regularmente.

8. Perdão não é negligenciar a justiça. Você pode perdoar uma pessoa mas chamar a polícia para prendê-lo. Você pode perdoar uma pessoa mas testemunhar contra ela no tribunal. E a pessoa pode dizer: ‘Eu achei que você havia me perdoado’. ‘Eu perdoei’. ‘Mas você cometeu um crime’. ‘Então… essas são as conseqüências’. Não é negligenciar a justiça. Você pode perdoar e buscar a justiça.

9. Perdão não é confiar. ‘Meu pai me molestou mas pediu perdão. Será que ele pode cuidar dos meus filhos?’. Resposta: de jeito nenhum! ‘Meu marido ou namorado me bateu, mas pediu perdão. Devemos continuar nossa relação?’ De jeito nenhum! Veja só: aconfiança é construída devagar, mas é perdida rapidamente. Para você que são ingênuos e se deixam levar. Confiança deve ser dada devagar e perdida rapidamente. Alguns de você dão todo o seu coração e nunca tomam de volta. Dê seu coração devagar e se alguém pecar contra você seriamente a confiança deve ser reconstruída com o tempo. Algumas pessoas podem receber confiança com o tempo com frutos e arrependimento depois de terem buscado ajuda. Algumas pessoas não merecem confiança novamente simplesmente porque o risco é grande demais. Nós precisamos ser excessivamente cuidadosos com e em quem confiamos.

10. Perdão não é reconciliação. Não é que você são amigos e que andam juntos. E que vocês estão próximos e que tudo está normal. Não mesmo. É necessário que uma pessoa se arrependa. É necessário que uma pessoa perdoe. São necessárias duas pessoas para que haja reconciliação. Então é por isso que Paulo diz: “Se depender de você, tenha paz com todos”. É isso que ele diz: ‘Faça o seu melhor, mas você não pode ter paz com todos’. Mas se não der certo, tenha a certeza de que a culpa é deles e não sua. São necessárias duas pessoas para a reconciliação. É por iso que eu tenho uma amiga que está passando por um dovórcio porque ela reconhece o seu pecado, mas o marido é que é o verdadeiro problema. Ela diz ‘eu te amo’, ‘eu te perdoo’. ‘Se você se encontrar com os conselheiros, se você se submeter às autoridades da igreja’, ‘Eu estendo a minha mão para você e nós podemos nos reconciliar e nós podemos salvar esse casamento’. E ele está dizendo ‘não!’. ‘Eu não acho que fiz aldo errado’. ‘Eu não acho que preciso ouvir o pastor’, ‘Eu não preciso me encontrar com os conselheiros’. Eu não preciso ouvir ninguém. A culpa é sua!’. Não haverá reconciliação. Arrependimento se faz com um. Perdão se faz com um. Reconciliação se faz com dois.

O que perdão não é - Pr. Mark Driscoll

domingo, 7 de novembro de 2010

A POTENCIALIZAÇÃO DO MAL



O Coringa, em Batman - The Darks of Night

“A cocaína potencializou o mal em nós”. Foi assim que recentemente um dos integrantes de uma famosa banda de rock dos anos 80 explicou o motivo pelo qual o grupo acabou. A imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras (Gl 5:19-21) e outras coisas parecidas com estas já estavam neles, faziam parte de suas vidas. Eram naturais a eles. O que a droga fez foi potencializar esses sentimentos e as ações, chegando ao ponto de não conseguirem mais ficar juntos.

O fato de sermos cristãos não nos livrou de fazermos o mal. Por isso mesmo devemos ter o cuidado de não alimentar, dar força e vigor ao mal que habita em nós (Rm 7:20). Potencializamos o mal quando falamos o que não devemos falar, vemos o que não devemos ver, ouvimos o que não devemos ouvir, tocamos onde não devemos tocar, ingerimos o que não devemos ingerir… Quem alimenta o mal acaba se distanciando mais e mais de Deus e por consequência morre.

Infelizmente o nosso corpo físico vai procurar sempre expressar a vontade de um coração ainda corrompido pelo pecado (Bíblia de Genebra, nota Rm 8:13). Contudo, recebemos uma orientação importante de como fazer morrer os desejos maus da carne e assim evitar nossa própria morte: Deixar o Espírito Santo, que também está em nós, guiar nossas vidas Àquele que é a fonte da vida (Pv 14:27).

Do seu pastor que sempre ora por você,
Rev. Jonas

domingo, 31 de outubro de 2010

O PASTOR REFORMADOR



Conhecido como “um dos grandes homens de todos os tempos”, ele era uma força motriz tão expressiva que influenciou a formação da igreja e da cultura ocidental de um modo como nenhum teólogo ou pastor conseguiria fazer. Sua exposição habilidosa das Escrituras possuía as características da Reforma Protestante, tornando-o, indiscutivelmente, o principal arquiteto da causa Protestante. Sua impetuosa abordagem da teologia definiu e articulou as verdades essenciais daquele movimento que alterou a história da Europa no século dezesseis. Por sua vez, estas ideias grandiosas ajudaram a moldar os princípios básicos da civilização ocidental, dando origem à forma republicana de governo, aos ideiais de educação pública e a filosofia do capitalismo com mercado livre. Um excelente teólogo, exegeta respeitado, professor renomado, estadista eclesiástico, reformador influente – ele era tudo isso e mais. Seu nome era João Calvino.
Entretanto, acima de tudo, Calvino era um Pastor.

31 de outubro de 2010, 493º aniversário da Reforma Protestante.

Extraído do livro “A Arte Expositiva de João Calvino”.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DO BANCO AO GAZOFILÁCIO



Oferta da víuva pobre (Lucas 21:1-4), Gustave Doré

O Significado do caminho percorrido

No que diz respeito a dízimo, existe três grupos de pessoas. O primeiro grupo é daqueles que são fiéis (por fiéis consideramos os que são regulares e sinceros no valor). O segundo grupo é daqueles que não dizimam (por sinal este grupo é duro, duro de coração. Pra eles só um milagre). No terceiro grupo estão aquelas pessoas que em algum momento começaram a dizimar, mas não contiuam. Com esses normalmente se dá assim: Um dia qualquer, de um mês qualquer, de mais um ano qualquer, ele decide que vai, a partir daquele instante, ser um fiel dizimista. Ele diz pra si mesmo que não vai acontecer como aconteceu nos anos anteriores, quando começava, mas três meses depois parava. Só que de novo ele não consegue manter-se fiel.

Muito diferente daqueles que fazem parte do segundo grupo, os do terceiro grupo sentem que precisam mudar. Creio que eles estão realmente descontentes com essa situação, caso contrário não tentavam todo o ano.

O que é preciso para que, de uma vez por todas, pessoas assim saltem para um novo nível? É preciso ver o dízimo sob a ótica daqueles que fazem parte do primeiro grupo: Não como obrigação, mas como devoção. É entender que a cada passo que dou, do banco até o gazofilácio, estou na verdade dizendo ao meu Senhor, que não o dinheiro, mas Ele sim, é pra mim mais valioso que tudo nessa vida.

Do seu pastor que sempre ora por você, Rev. Jonas

domingo, 17 de outubro de 2010

O Fim e o Meio


(Vincent Van Gogh, O Semeador)

No sistema de governo somos presbiterianos. Na teologia somos calvinistas. Se dizer cristão de linha calvinista é, entre outras coisas, crer em Deus como agente único e soberano na salvação de homens pecadores. Ou seja, não há qualquer participação humana no ato de salvar aqueles que estão mortos espiritualmente. Sendo assim podemos afirmar que a salvação é o fim planejado e executado unicamente por Deus para alcance de muitos pecadores.
Mas todo fim tem um meio. E Deus que ordenou o fim, no caso a salvação, também ordenou o meio, no caso a pregação. A evangelização é o meio que Deus preparou para chegar ao fim que Ele planejou. Nesse ponto, você e eu somos chamados à participar como canal do Senhor.
Quando Jesus nos disse: “ide e fazei discípulos” recebemos dEle uma ordem. E uma ordem dada pelo Mestre por si só deve ser cumprida. Mas não recebemos apenas uma ordem, recebemos também um privilégio, o de ser usado pelo Senhor naquele que é o maior plano da História da Humanidade, o plano de redenção.

Do seu pastor que sempre ora por você,
Rev. Jonas

terça-feira, 12 de outubro de 2010

GRAÇA COMUM

“Quando descemos uma rua e vemos casas, jardins e famílias vivendo em segurança, ou quando negociamos no mercado e vemos os resultados abundantes do progresso tecnológico, ou quando andamos pelos bosques e vemos a beleza da natureza, ou quando somos protegidos pelas autoridades, ou quando somos educados no vasto conhecimento humano, devemos perceber não somente que Deus, em Sua soberania, é o responsável último por todas essas bênçãos, mas também que Deus as tem concedido aos descrentes, embora eles não tenham absolutamente nenhum mérito com relação a elas! Essas bênçãos no mundo não são apenas evidências do poder e sabedoria de Deus, mas a manifestação contínua da Sua graça abundante. A percepção deste fato deveria fazer nosso coração se encher de gratidão a Deus em cada atividade de nossa vida”
(
Wayne Grudem)

ORAÇÃO

“É nas profundezas de nossos corações, no ponto onde nos mostramos a nós mesmos ao Único Eterno, [que] todos os raios de nossa vida convergem como em um foco. Somente ali recobramos a harmonia que nós tão freqüente e penosamente perdemos no stress do dever diário. Na oração encontramos não somente nossa unidade com Deus, mas também a unidade de nossa vida pessoal”
(Abraham Kuyper)

domingo, 10 de outubro de 2010

JESUS nosso verdadeiro amigo




















Rembrandt, Christ in the storn on the sea of Galilee


Quando estamos passando por uma dificuldade, muitas das vezes não sabemos o que fazer, e até mesmo pensamos que tudo está pelo fim.
Mas Deus é o nosso verdadeiro amigo, que nunca esquece de nós.
Ele sim é um verdadeiro amigo que você pode contar nas suas dificuldades.
Você pensa que elas não tem mais solução, mas não, Ele abre as portas que estavam fechadas.
Ele, em todos os momentos está presente, nunca nos deixa.
É o nosso verdadeiro amigo, que morreu por mim, por você e por nós.

Por Juliana Murta
Adolescente da IPRO

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

SEMANA DA JUVENTUDE

PREGADORES
Pr. Julio Freitas
Psic. Marcos André
Missionário Wesley
Pr. Rodrigo Velasco
Pr. Jonas R. Murta
Pr. Uendel Pimentel
Pr. Marcio Souza

BANDAS
Abdo's Soul
Conexão Livre
Coral Soul de Cristo
UNA PIB de Trindade
Qadosh Nova Vida de Maricá
Coral UPA de Rio do Ouro

domingo, 26 de setembro de 2010

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global

Missão Global















sábado, 18 de setembro de 2010

BATISMO e recepção de novos membros

BATISMO e recepção de novos membros

BATISMO e recepção de novos membros


Batismo e pública profissão de fé, realizados no domingo passado, dia 12/09/2010.

BATISMO e recepção de novos membros


Batismo e pública profissão de fé, realizados no domingo passado, dia 12/09/2010.

domingo, 29 de agosto de 2010

Tolerância Zero - Mark Driscoll


EU SEI…












“Tudo pode parecer contrar mim, para me levar ao desespero, e eu talvez não entenda o que está acontecendo; porém eu sei de uma coisa, eu sei que Deus me amou de tal maneira que enviou seu filho unigênito a este mundo por mim; eu sei quando eu ainda era um inimigo, um estranho rebelde. Eu sei que o Filho de Deus “me amou e se deu a si mesmo por mim”. Eu sei que, à custa do Seu sangue, eu tenho a salvação e que sou um filho de Deus e herdeiro da bem aventurança eterna. Eu sei disso. Muito bem, sei tudo isso… É uma lógica inevitável, e a fé argumenta nesses termos. … A fé diz: “Não posso admitir que Aquele que me trouxe até aqui vai me abandonar neste ponto. É impossível, não estaria de acordo com o caráter de Deus”. Então a fé, recusando-se a ser controlada pelas circunstâncias, lembra-se do que sabe e em que acredita”.
(D. M. Lloyd-Jones)

sábado, 28 de agosto de 2010

PENSAMENTOS • Frases • Textos • Reflexões…

Aqui você encontra algumas citações de alguns escritores e pensadores cristãos, retirados de diversos livros. Leia, medite e comente.

Fé e ação

“Se consultarmos a História, veremos que os cristãos que mais fizeram por este mundo foram justamente os que mais pensaram no outro mundo. Os próprios apóstolos, que empreenderam a conversão do Império Romano, os grande homens que construíram a Idade Média, os evangélicos ingleses que aboliram o mercado de escravos, todos deixaram sua marca na Terra precisamente porque suas mentes estavam ocupadas com as coisas do Céu. Desde que os cristãos pararam de pensar na outra vida é que começaram a falhar nesta. Quem almejar o Céu, terá a Terra como acréscimo; quem almejar a Terra, não terá uma nem outra coisa”

(C.S. Lewis, escritor cristão, “Cristianismo Puro e Simples”)

Espiritualidade - Um crente saudável

“Um crente saudável não tem de ser necessariamente uma pessoa entusiasmada e extrovertida, mas é alguém que tem o senso da presença de Deus gravado profundamente em sua alma; tal pessoa treme diante da Palavra de Deus, permitindo que ela habite nele ricamente, por meio de constante meditação sobre seus princípios, e que diariamente submete a sua vida a avaliações e mudanças, em resposta à Palavra de Deus”
(J.I. Packer)

Vocação

“A ação do camponês cuidando de suas ovelhas, feita conforme deve ser, é tão boa obra diante de Deus quanto a ação do juiz em dar uma setença, ou de um magistrado na gerência, ou de um ministro na pregação da Palavra”
(William Perkins, pastor puritano no séc. XVII, “Tratado das Vocações”)

“Os trabalhos dos monges e sacerdotes, por mais santos e ardorosos que sejam, não diferem um til à vista de Deus das obras do rústico lavrador no campo, ou da mulher nos seus afazeres diários da casa, mas todas as obras são medidas perante Deus somente pela fé… Na verdade, o trabalho serviçal de um doméstico muitas vezes é mais aceitável para Deus do que todos os jejuns e demais obras de um monge ou sacerdote, quando o monge ou sacerdote não têm fé”
(Martinho Lutero, reformador protestante)

Oração

“Ensina-me, meu Deus e meu Rei, a ver-te em todas as coisas; e o que quer que eu faça que o faça como se fosse para Ti. Um servo com esse preceito faz da labuta algo divino; quem varre uma sala segundo as tuas leis, enobrece a mesma e a sua atividade”
(George Herbert, poeta inglês)

Eleitos

“Há bastante luz para os que querem ver, e bastante obscuridade para os que têm uma disposição contrária. Bastante claridade para iluminar os eleitos, e bastante obscuridade para humilhá-los. Bastante obscuridade para cegar os réprobos, e bastante claridade para condená-los e fazê-los indesculpáveis”
(Blaise Pascal, Coleção Os Pensadores/Abril)

domingo, 22 de agosto de 2010

Muito Irado - Mark Driscoll



Nesse video, o pastor Mark Driscoll, nos mostra que, embora Deus seja “tardio em irar-se”, quando a sua santidade é violada ele se Ira, e como nós também temos a obrigação de nos iramos com o pecado em todas as suas manifestações.

DEUS não COBRA, mas as cobras COBRAM











A Crucificação de Cristo, gravura de Rembrandt.

Quando no século XVI o Papa autorizou a venda de perdão através do comércio de indulgências, Martinho Lutero perguntou: “Se o Papa tem o poder de perdoar pecados, porque ele não o faz motivado apenas por amor e não por dinheiro?”

Caso Lutero vivesse em nosso século acho que ele perguntaria a certos pastores que estão cobrando R$ 900, R$ 610,… em troca de liberação de uma bênção especial: “Se existe uma bênção a ser liberada, porque Deus estaria motivado a dar tal graça apenas àqueles que têm dinheiro para pagar e não motivado unicamente por seu grande amor, como tem sido desde a eternidade?”

Os tempos mudam, mas na Palavra, que permanece para sempre, está claro que, não somente a salvação, mas toda a sorte de bênçãos que recebemos das mãos do nosso Pai Celestial, são dadas, devido apenas, ao Seu imenso amor por nós.
Se cremos assim, vivamos assim.

Do seu pastor que continua com você na jornada!
Rev. Jonas


segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Oração

Quadro de Norman Rockwell, um dos maiores ilustradores norte-americanos.

“Nunca o homem é tão grande como quando está de joelho”
(Pascal, filósofo cristão)

“Trabalhe como se você tivesse de viver 100 anos e ore como se você tivesse de morrer amanhã”
(Benjamin Franklin, cientista, político, abolicionista, líder da independência americana…)

“Satanás treme quando vê o mais débil dos santos de joelhos”
(Geikie & Cowper)

“A oração fará com que o homem se afaste do pecado, ou o pecado fará com que o homem se afaste da oração”
(John Bunyan, pastor puritano batista, autor do livro “O Peregrino”)

“Quando trabalhamos, trabalhamos; quando oramos Deus trabalha”
(Theodore I. Cuyler)

“Um cristão de joelhos vê mais que um filósofo na ponta dos pés”
(Augusto Toplady)

“A oração diária é a melhor ginástica para a alma”
(Charles H. Spurgeon, pastor batista)

“…enchei-vos do Espírito” (Ef. 5:18)
Do seu pastor que continua com você nessa jornada!
Rev. Jonas


domingo, 15 de agosto de 2010

A NOVA TERRA, OU O PARAÍSO RECUPERADO


















“O mundo no qual entraremos, na Parousia de Jesus Cristo, por essa razão não é outro mundo; é este mundo, este céu, esta terra; ambos, porém, já passados e renovados. Serão estas florestas, estes campos, estas cidades, estas ruas, este povo, que constituirão o cenário da redenção. No momento, eles são campos de batalha, cheios de luta e dor pela consumação ainda não realizada: então eles serão campos de vitória, campos de colheita, onde da semente que foi semeada com lágrimas os molhos eternos serão ceifados e trazidos para casa”.
(Edward Thurneysen, citado por Anthony A. Hoekema no livro “A Bíblia e o Futuro” da Editora Cultura Cristã).

sábado, 14 de agosto de 2010

Deus pode me julgar (Eleição) - Mark Driscoll



Nesse video, Mark Driscoll, pastor da Mars Hill Church em Seatle, explica a doutrina da eleição divina, respondendo a pergunta: Deus pode me julgar?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

domingo, 8 de agosto de 2010

Oitavo dia













A nossa jornada de oração e jejum chega hoje no seu oitavo dia. Pra você que desejou Deus, seja individualmente, como casal e em família, nesses primeiros dias, quero lembrá-lo de algumas promessas que o Senhor disse que virão sobre sua vida. O nosso Deus diz:
“A tua luz romperá como a alva…, a glória do Senhor será a tua retaguarda”. (Is 58:8)
“O Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos, serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam”. (Is 58:11)
“…serás conhecido como reparador de brechas e restaurador de veredas…” (Is 58:12)
Portanto, meu irmão e minha irmã, continue firme na jornada, dia após dia, pois sabemos que Aquele que fez a promessa é fiel.
E pra você que está lendo essas palavras, e por algum motivo, ainda não começou, decida em seu coração começar hoje. Entre nessa caminhada de fé e busca de santidade na sua vida e na sua família.

“…enchei-vos do Espírito”. (Ef 5:18)
Do seu pastor que continua com você nessa jornada!
Rev. Jonas

domingo, 1 de agosto de 2010

Por uma jornada feliz!






















Esdras foi um dos líderes do povo de Deus no retorno do cativeiro babilônico. A viagem de volta à Jerusalém era antes de mais nada uma viagem de reconstrução. Reconstrução da cidade, dos muros, mas principalmente do templo. Reconstruir o templo significava restaurar o culto, a comunhão com Deus.
Esse grande líder tinha a consciência de que aquela viagem de retorno seria arriscada, pois no caminho eles poderiam encontrar muitos inimigos. Esdras então, convocou um Jejum dos seus irmãos a fim de pedir ao Senhor dos Exércitos “jornada feliz” (Ed.8:21-23). Sem armas, sem exército para se defenderem, eles confiaram suas vidas e de suas famílias à Deus.
Convocamos você também para uma jornada! A partir de hoje, e durante 31 dias, caminharemos em busca de maior comunhão com Deus. Comunhão individual, no casamento e na família. Pela prática da oração e jejum trilharemos o caminho da santificação que nos levará a uma maior e significativa intimidade com nosso Deus Todo Poderoso.
Motivados pelo desejo a Deus é que juntos vamos trilhar o caminho mais excelente; o caminho da santidade!
“A boa mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam” (Ed. 8:22).
Do seu pastor que estará com você nessa jornada!

Rev. Jonas Rosa Mutha
Pastor efetivo da IPRO

sábado, 31 de julho de 2010

Cristianismo Radical
















Mark Driscoll, pastor da Mars Hill Church em Seattle, com mais de 8 mil membros, faz parte de uma nova geração de calvinistas influentes nos Estados Unidos, que como poucos, consegue comunicar o Evangelho de forma clara e dinâmica. É possível assistir videos com trechos de suas pregações no Youtube (e uma pregação integral), todas devidamente legendadas. Abaixo, disponibilizamos links de algumas das suas mais relevantes pregações.
Mark Driscoll - Porque Eu Odeio Religião
Mark Driscoll - O guia do rebelde para a alegria - Pregação integral
Mark Driscoll - Como não orar
Mark Driscoll - Tolerância zero
Mark Driscoll - Muito Irado
Mark Driscoll repreende homens que são abusivos com as mulheres. COMO SE ATREVE?!
Mark Driscoll - Do Starbucks Ao Inferno
Mark Driscoll - Teologia do Sofrimento
Mark Driscoll - Jesus era divertido?

Começa domingo, 1º de agosto








DESEJANDO DEUS

Estamos chamando você, junto com toda igreja, a experimentar um novo tempo!

Durante todo o mês de agosto buscaremos o Senhor em jejum e oração.

Serão 31 dias ininterruptos de consagração individual e em família.

31 dias desejando a manifestação da glória do Pai em nossas vidas.

31 dias desejando viver na obediência do Filho.

31 dias desejando ser cheios do Espírito Santo.

Com isso no coração trilharemos o caminho da santidade.

Será um dia após outro - de fé em fé,

no desejo de ser transformados - de glória em glória - na imagem dEle.

Venha e viva esse novo tempo!

“ Porque o reino de Deus não é comida nem bebida,

mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” Rm 14:17



CULTO DE ABERTURA, ÀS 9 HORAS.

domingo, 11 de julho de 2010

Igreja Presbiteriana de Rio do Ouro - NOSSOS TRABALHOS

• Domingo
9h - Culto de Celebração a Deus
10h - EBD: Escola Bíblica Dominical
19h - Culto de Celebração a Deus

• Segunda
07h - Projeto Segunda de Primeira
Esporte como meio de integração e evangelização.
Todas as segundas feiras na quadra da igreja.

•Terça
19:30h - Culto de Oração

•Quarta
8h - Projeto Ana
Mães orando pelos filhos ao Pé da Cruz.

•Quinta
19:30h - Estudo Bíblico
Panorama Bíblico do Antigo Testamento.

•Sexta
8h - Grupo de Estudo
Livro Depressão Espiritual
D. M. Lloyd-Jones