ALEGRIA: nossa marca • AMAR A DEUS: nossa vida • A GLÓRIA DE DEUS: nossa missão

Av. Rio Do Ouro s/n • (próximo a Delegacia de Rio do Ouro/75DP) • Niteroi, CEP 24330-250, Rio de Janeiro-RJ
Tel. 26178058 • email: ipro.presbiteriana@gmail.com

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

O Senhorio de Cristo

Turner, Sunset


“…confessamos que Cristo é rei dos governantes da Terra em sua capacidade como Mediador. Agora, ele tem todo o poder em suas mãos, dirige os destinos das nações e é aquele por meio de quem o Pai governa todas as coisas. Em outras palavras, o único e primogênito do Pai está agora, e até o fim dos tempos como uma recompensa por sua obediência, exercitando a prerrogativa divina de dirigir os casos de Deus, já que toda a autoridade lhe foi dada nos céus e na terra. Esse poder é exercido para a promoção do crescimento, purificação e perfeição final da igreja, que ele comprou com seu próprio sangue (At 20:28). Ele deve governanr sobre as nações com cetro de ferro (Sl 2:9), e aqueles que andam na soberba, ele pode humilhar (Dn 4:37). Ele fará vingança àqueles que não conhecem a Deus e não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus, que “sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram, naquele dia”. (2 Ts 1:9,10). Esse senhorio foi prometido como um prêmio da obra de Cristo neste mundo e foi concedido na ascensão, quando Cristo foi exaltado à mão direito de Deus, o Pai. Mas isso terminará quando o poder do maligno e suas obras tiverem sido destruídos e a autoridade retornada ao Pai, para que Deus possa ser tudo em todos (1 Co 15:24-28)”.
(O Conceito Calvinista de Cultura, Henry R. Van Til, Ed. Cultura Cristã, pgs. 251, 252)

Nenhum comentário:

Postar um comentário